terça-feira, 16 de maio de 2017

Personalidade na Dança do Ventre, estudando bailarinas

"Não há nada pior que a atitude de um músico de orquestra 
que chega extremamente bem preparado, pronto para tocar as 
notas com perfeição, mas sem nenhuma personalidade..."
Daniel Barenboim

Apenar de Daniel Barenboim estar falando de música, este conceito pode ser aplicado em todo fazer artístico. Na Dança do Ventre encontramos bailarinas maravilhosas e outras tantas imitações de bailarinas maravilhosas. Basta um bailarino se destacar para que seu estilo seja imitado por todos os aspirantes a celebridade. Mas o que não percebem que esta se destacou exatamente por ter sua peculiaridade.
Estudar uma bailarina não é imitá-la, mas entender sua leitura musical e sua técnica. Assim podemos ir nos aprimorando fazendo comparações, agregando, modificando e adequando as técnicas observadas a nossa personalidade construindo nosso próprio estilo.
Outro ponto controverso quando falamos de dança com personalidade é que dançar com personalidade não é mudar a dança, inventar uma nova dança ou misturar danças, mas colocar a sua interpretação musical na dança, expor através dos movimentos a sua expressão, a sua compreensão da música ou sua intensão ao executar a coreografia.
Para desenvolver a criatividade dos alunos gosto de usar exercícios teatrais de construção de personagem, no qual o construir, desconstruir e reconstruir uma imagem corporal estimula a criatividade e expressividade. Como Labam diz, a dança é um teatro sem palavras. O bailarino deve dizer algo ao público, deve se fazer entender pelo público, para alguns bailarinos esta habilidade é inata, mas para grande maioria deve ser treinado com técnicas próprias.
Na Dança do Ventre em específico por ser uma arte visceral, o bailarino deve colocar toda a sua intensão e energia, o que não significa ser bruto, mas ser intenso, vivo até mesmo mordaz. Deve atingir o público na alma através das emoções que transbordas dos seus movimentos. Por isso cada técnica deve ser treinada "mil e uma" vezes de forma que sua execução se torne natural naquele corpo, assim no palco  esta técnica tão estudada possa ser literalmente esquecida, o que possibilita que  todos os movimentos transbordem emoções e expressões do algo que está a ser dito.
"Todo individuo que se comunica, seja ele músico, escritor
 ou pintor (e bailarino - acrescentado por mim), evidentemente está 
tentando ter um certo grau de poder, não só sobre o material,
 mas sobre o ofício em si"
Edward Said

Priscila Genaro e FIDES Centro de Cultura Lazer e Saúde oferecem cursos de Dança do Ventre em diversos formatos para atender a sua necessidade:

  • Para quem quer fazer uma atividade física alegre, de baixo impacto, que queima calorias, fortalece a musculatura, favorece amizades e combate o estresse: Aulas Convencionais Presenciais no FIDES: www.fidescultural.com.br
  • Para quem quer ser profissional, dar aulas e tem tempo disponível: Curso de Formação e Capacitação de Professores de Dança do Ventre Extensivo Presencial no no FIDES: www.fidescultural.com.br
  • Para quem quer ser profissional, dar aulas e não tem tempo disponível: Curso de Formação e Capacitação de Professores de Dança do Ventre Intensivo Presencial no FIDES no FIDES: www.fidescultural.com.br

  • Para quem quer fazer uma atividade física alegre e baixo impacto, não tem tempo disponível ou está fora de São Paulo: Aulas Convencionais on-line. Click aqui para fazer aulas onde quiser
Fides – Aprenda Dança do Ventre de Forma Diferente
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...